Sabotadores do emagrecimento

Quando, durante a mudança de estação, percebemos que as calças ou camisas do ano passado ficaram um pouco apertadas, temos duas possibilidades: tirá-lo com a máquina de lavar ou correr para se esconder, fazendo uma dieta.

Perder peso com a dieta além de nos permitir usar roupas velhas com elegância, a dieta ideal para perder peso também nos ajuda a nos sentirmos melhor conosco e, mais importante, melhora nosso bem-estar psicofísico geral.

Quais são os riscos de fazer dieta no último minuto?

Os inimigos mais importantes que enfrentamos quando decidimos perder peso são a pressa e a preguiça.

A pressa é o inimigo mais importante para combater!

Embora uma dieta rigorosa seguida por curtos períodos de tempo possa ser encorajadora (a agulha da balança realmente muda para a esquerda), a perda de peso é apenas aparente ( a perda de peso está relacionada principalmente ao esgotamento dos estoques de glicogênio e à desidratação).

Somente se a dieta for mantida por um longo período, a perda de peso estará efetivamente ligada à redução da massa gorda .

Mas os problemas não param por aí …

As dietas fortemente hipocalóricas podem afetar a economia de massa muscular (proporcionalmente) a gordura e lançar as bases para um novo aumento de peso .

Se você optar por seguir esse caminho, as desvantagens são inúmeras, apesar dos primeiros, aparentes, bons resultados.

Alguns levantam a hipótese de que também pode haver uma redução no metabolismo basal devido à restrição calórica ; isso se opõe à perda de peso e, assim que você começa a comer normalmente novamente, todos os quilos perdidos são comprados de volta em pouco tempo com muito interesse.

Ciclos repetidos de perda e ganho de peso (dietas ioiô ) incentivam o organismo a aumentar a capacidade de conservar os depósitos de gordura para lidar com os estágios da restrição alimentar.

Para dizer a verdade, os estudos científicos realizados sobre a redução hipotética do metabolismo basal negaram a hipótese de que ele possa se manifestar tão facilmente; é um efeito indesejável do jejum prolongado. Deve-se especificar, no entanto, que esses experimentos examinaram apenas reações de jejum de curto prazo, deixando um fator desconhecido no que diz respeito às mudanças de longo prazo nas restrições calóricas mais baixas, mas mais duradouras.

Portanto, pode tornar-se cada vez mais difícil perder peso com uma dieta simples. Aqui está o porquê:

Atividade física – Por que a preguiça pode frustrar toda a estratégia?

A contribuição de um estilo de vida sedentário para o desenvolvimento do excesso de peso é muito importante.
Hoje, mais do que nunca, muitos estudiosos concordam que o ganho de peso está mais ligado à redução da atividade física do que ao aumento da ingestão calórica.

Nos Estados Unidos, por exemplo, o peso médio dos americanos aumentou, apesar da ingestão calórica geral ter diminuído de 5 a 10% nos últimos anos.  Vamos ver alguns pontos-chave relativos à atividade motora física:

Nove em cada dez vezes, um programa de perda de peso baseado apenas na restrição alimentar falha. Apesar da boa vontade, muitas das dietas iniciadas com o objetivo de perder peso são, de fato, abandonadas nos estoques de ataques de fome que frustram os esforços feitos anteriormente.

A única solução para esse problema é aumentar o nível de atividade física. Tal abordagem permite, em muitos casos, perder peso, mesmo na ausência de restrição alimentar (referindo-se à contribuição normocalórica anterior).

De fato, os esportistas têm um metabolismo mais alto e isso significa que seu consumo de energia é maior mesmo quando em repouso.
Além disso, a prática esportiva permite manter os músculos intactos, evitando o catabolismo.

Portanto, é necessário associar a dieta e a atividade física para obter os melhores resultados.

No caso de uma dieta para perder peso, pode ser útil seguir algumas dicas:

Siga uma dieta variada e equilibrada que crie déficits calóricos não excessivos (no máximo 500 kcal abaixo do requisito).

Para evitar comer mais do que o necessário ou para ceder à tentação muito poucos, escovar os dentes no final da refeição, ou colocá-lo em sua goma de mascar da boca ou tipo aromático doce sem açúcar, alguns emagrecedores que ajudam a saciar a fome são bem vindos, Cuperine é ideal para isto.

Coma devagar, assim você se sente saciado mais rápido!

Faça Exercícios de aeróbica ( bicicletas de exercício , correr, caminhar, sustentados, esqui cross country, natação de duração) com outros tipos de músculo ( pesos , exercícios de tonificação massa corporal, com sobrecarga ou elástica).

Para alcançar o efeito máximo de emagrecimento, a atividade física deve ser prolongada ao longo do tempo; somente assim as melhorias na composição corporal e no metabolismo serão estáveis ​​e duradouras.

Perder peso é importante, mas sempre de olho na saúde; portanto, para definir sua dieta, consulte nossas recomendações alimentares .

Qual a melhor dieta para perder peso?

Sem dúvida, a melhor dieta é aquela que você emagrece sem prejuízos a sua saúde. De nada adianta você perder peso se junto perder a sua saúde.

Atualmente o número de dietas oferecidas é enorme e para quem está em busca de perder peso, é uma escolha muito difícil.

Não excluímos os homens, mas geralmente é a mulher que na busca do corpo “perfeito” se submete a dietas e pílulas “mágicas” que acabam por destruir a sua saúde, mas hoje com essas receitas para secar em 30 dias muitas pessoas estão conseguindo seu corpo perfeito sem precisar fazer uso de medicamentos ou dietas mirabolantes.

Podemos concluir então que a melhor dieta é aquela que se adequa ao seu biótipo e respeita seu organismo.

  • Não restritiva

A melhor dieta é aquela que não seja extremamente restritiva e que ofereça uma reeducação alimentar. Desta forma além de emagrecer você vai aprender a se alimentar corretamente, ter saúde e não voltar a ganhar peso.

É muito importante respeitar a sua individualidade. O que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra. Muitas pessoas optam por dietas restritivas e acabam desencadeando um nível muito grande de ansiedade, mudança de humor e instabilidade emocional.

  • Prepare-se para fazer a dieta

Procure um profissional da saúde, faça exames para confirmar que está tudo bem e que seu organismo está apto a passar pela dieta.

Fuja das dietas que oferecem verdadeiros milagres e resultados muito rápidos.

  • Reduzir não é tudo

Nem sempre a melhor dieta é aquela que propõe porções muito reduzidas e comidas que não oferecem nenhum prazer. Se você é acostumado a grandes quantidades de alimento, não é aconselhável restringir seus hábitos drasticamente.

  • Cuidado com as metas

A melhor dieta é aquela que você faz dentro da sua realidade. Se você está um pouco (ou muito) acima do peso ideal, isto não aconteceu da noite para o dia.

O contrário também é valido na hora de perder peso. Não coloque metas e objetivos inatingíveis. As dietas que oferecem um emagrecimento em um prazo mais longo podem ser mais fáceis e mais prazerosas.

  • Reeducação alimentar

Como já dissemos a dieta ideal é aquela onde você vai prender a se alimentar com qualidade e não quantidade. Isto não acontece da noite para o dia.

As vezes muitos hábitos precisam ser trocados. Alimentação saudável não quer dizer que você nunca mais vai comer uma fatia de pizza ou tomar o seu copo de Chopp no final de semana. Significa que você vai aprender a se alimentar bem, com qualidade sem perder o prazer.

Assista o vídeo sobre qual a melhor dieta!